31

Dec

I Simpósio Internacional de Metodologias Participativas na Construção do Conhecimento.

16-03-2015 15:13:49 Portal Saúde em Notícias Gerais

Tema: Vivências em Saúde, Ciências Humanas e Sociais

Tema: Vivências em Saúde, Ciências Humanas e Sociais

de 2 a 4 de julho de 2015 São Paulo

A utilização de metodologias participativas é realidade nas universidades brasileiras, sobretudo nos Programas de Pós-Graduação, na proposição de dar movimento ao diálogo interdisciplinar ou transdisciplinar entre as áreas de conhecimento. A sua natureza é a participação ou cooperação entre os pesquisadores e as partes envolvidas visando a transformação da realidade social, compartilhando conhecimentos e as experiências.

Nos últimos anos, é notório o crescimento das produções científicas das metodologias participativas no Brasil, sobretudo na área da Educação, Saúde Coletiva, Enfermagem e Interdisciplinar. A pesquisa realizada com a palavra-chave pesquisa-ação em base de dados do Banco de Teses da CAPES, mostrou que de 2003 a 2008, 1.118 dissertações e teses foram defendidas, em média de 186/ano; de 2009 a 2011 foram 1.583, em média de 528/ano.

O rápido aumento quantitativo da produção científica com abordagens participativas nos convida a refletir sobre o significado deste aumento e a qualidade das pesquisas publicadas, assim, este Simpósio se coloca como corresponsável do processo social e científica da produção de conhecimento.

O Simpósio se propõe abordar diversas metodologias participativas, a pesquisa participante, a pesquisa-ação e a sociopráxis com renomados pesquisadores nacionais e internacionais. Além disso, busca dialogar com os pós-graduandos e os colaboradores da situação pesquisada, como pesquisador-ator.

O Programa de Pós-Graduação de Enfermagem da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo, a partir do Departamento de Administração e Saúde Coletiva e a Pró-reitoria de Extensão se propõem por meio deste evento promover a discussão das metodologias participativas na produção do conhecimento, na perspectiva da interdisciplinaridade, sobre nas ciências da saúde, humanas e sociais.

As comissões organizadora e científica são compostas por docentes, pesquisadores e pós-graduandos das áreas da sociologia, antropologia, filosofia, educação, enfermagem e saúde coletiva.

Veja mais: Aqui

comments powered by Disqus